Site acessível em libras
Tamanho das fontes
institucional

Histórico

 

A APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) é uma entidade filantrópica fundada em 1962 e que possui uma unidade no município de Laranjal Paulista desde o ano de 1992 devido à iniciativa de um grupo de pessoas da sociedade civil que teve a sensibilidade de perceber a dificuldade de alguns pais de crianças deficientes que precisavam se locomover a outras cidades em busca de atendimentos para seus filhos.     

 No ano de 2004 iniciou-se o Setor Educacional com a parceria da Secretaria Estadual de Educação onde a APAE passou a ser mantenedora de uma Escola de Educação Especial denominada “Álvaro Mori”. Hoje a entidade presta atendimento a mais de 110 pessoas nas áreas de Assistência Social, Saúde e Educação, atendendo munícipes de Laranjal Paulista e Jumirim, oportunizando assistência na Proteção Social Básica que prevê a prevenção de situações de risco por meio de desenvolvimento de potencialidades e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários visando a inclusão da pessoa com deficiência nas diversas ações ofertadas pela rede e/ou a Proteção Social Especial de média complexidade, com serviços voltados para a natureza protetiva, uma vez que contamos com usuários com vínculos familiares e comunitários que já foram rompidos.

   O público alvo da APAE são pessoas de todas as idades que apresentem atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor, deficiência intelectual, múltipla ou com algum transtorno global de desenvolvimento. Considerando-se que a APAE realiza atendimento a todos que dela precisar, nota-se que a maioria dos usuários apresenta baixa condição socioeconômica, fato este que torna a APAE uma das instituições mais renomadas da cidade.

   Por meio do processo pedagógico, a escola de educação especial “Álvaro Mori” realiza diariamente em dois turnos (matutino e vespertino) atividades em salas de aula, oficina de artes, atividade física (caminhada, natação, esportes, brincadeiras), computação e atividades externas (passeios, visitas as exposições), além de atendimentos ambulatoriais de acordo com as necessidades de cada aluno.

Através da politica de Assistência Social, é desenvolvido dentro da entidade Projeto para usuários acima dos 30 anos regressos da educação. São oferecidas várias atividades para esse público, entre elas, oficina, artesanato, culinária, dança, teatro, esporte (exercício físico), além de orientação nas atividades da vida diária e incentivo na vida comunitária, trabalhando o individuo com foco de sua participação no meio social em que se encontra.

   Os atendimentos ambulatoriais oferecidos são nas áreas de Fonoaudiologia, Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, e se estendendo a todo o núcleo familiar, acompanhamento por meio do Serviço Social que sempre visa o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Estes atendimentos também são oferecidos aos usuários da comunidade (que não são alunos da Escola) porém freqüentam somente as terapias necessárias conforme a(s) deficiência(s) que apresenta, comparecendo a instituição semanalmente para o acompanhamento específico no qual foram encaminhados pela Rede Municipal de Saúde (SUS).

 Além dos atendimentos, a Instituição oferece diariamente transporte gratuito para o Setor de Educação Especial, Assistencial e Ambulatorial facilitando a locomoção das pessoas que apresentam a deficiência.

As fontes de financiamento da APAE são através do Governo Federal, Secretaria de Educação e da Assistência do Estado de São Paulo, Prefeitura Municipal de Laranjal Paulista, Prefeitura Municipal de Jumirim, eventos Beneficentes e doações da sociedade civil.  

Missão

 

Promover e articular ações de defesa dos direitos das pessoas com deficiência e representar o movimento perante os organismos nacionais e internacionais, para a melhoria da qualidade dos serviços prestados pelas Apaes, na perspectiva da inclusão social de seus usuários.

(15) 3283-3330 - apae.lp@terra.com.br
nas redes sociais