Site acessível em libras
Tamanho das fontes

 ‘Cultura Sem Limites’: rede de atendimento atua na erradicação do trabalho infantil

Em 7/6/2020 às 11:51

Um dos projetos que a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Nossa Senhora do Socorro (SE) continua desenvolvendo durante a pandemia é o ‘Cultura Sem Limite’. Ele atende crianças e adolescentes, com idades entre 6 a 17 anos, em situação de trabalho infantil.

“Elas vivem em estado de vulnerabilidade social, trabalhando nas feiras livres. E o objetivo do projeto é erradicar o trabalho infantil, fazendo com que eles percebem a importância da escola e do trabalho. Em troca recebem educação e atividades lúdicas, favorecendo uma integração através da atividade cultural e esportiva.”, explica a presidente da APAE Socorro, Anair Viana.

O projeto foi criado em 2018 e oferece apoio psicológico, psicopedagogo e assistente social através da rede de atendimento formada pela APAE, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Os alunos e familiares também são assistidos com cestas básicas, em parceria com a SMAS, do município de Nossa Senhora do Socorro.

A turma participa de oficinas de Cidadania, Percussão Popular e Karatê, mas precisa estar matriculada no outro período. “Na infância e na adolescência, essas atividades ganham uma importância maior para o desenvolvimento de meninos e meninas inseridos no projeto”, pontua Anair.

“Mesmo nessa pandemia, a gente não ficou sem treinar karatê em casa, porque o nosso professor envia vídeos com as explicações”, conta o aluno Leonardo Diego Santos de Jesus, durante o encontro presencial realizado na última quinta-feira (25).

“Enfrentamos um período nunca vivenciado, por isso, as adaptações são necessárias. A gente grava, envia os vídeos aula e as correções são feitas através dos encontros presenciais, com um número reduzido de alunos, respeitado as orientações de uso da máscara e distanciamento social”, ressalta o educador e professor da oficina de karatê, Dênis Carlos Santos de Jesus.

O professor lembra que a prática de esportes é fundamental para a saúde e bem-estar do ser humano. Ela ensina valores fundamentais, como a autoconfiança, a inclusão social, o trabalho em equipe e o respeito pelas outras pessoas. Envolvendo os familiares e responsáveis, o projeto tem a pretensão de promover a cultura da não violência e da aceitação das ideias, sugestões e ações propostas pelas crianças e adolescentes, assegurando a conquista de seus direitos e emancipação enquanto cidadãos.

Suporte tecnológico

Os canais de comunicação da associação, além dos grupos de WhatsApp e Instagram, são utilizados como ferramenta educacional, onde profissionais e alunos, se encontram, trocam experiências e tiram dúvidas. Através das plataformas, são enviados vídeos, textos e conteúdos interativos, exercícios e jogos.

“A cultura possibilita o crescimento pessoal, estimula o desenvolvimento da criatividade, sensibilidade, senso crítico, sociabilização, oralidade, autoconhecimento e autoestima, fazendo com que, despertadas essas habilidades, o indivíduo aplique-as no seu dia a dia, exercendo sua cidadania e sendo o próprio autor de sua história”, observa a coordenadora pedagógica, Ilzane Viana.

 

Fonte: Anderson Barbosa

79 3256 5272 - contato@apaesocorrose.org.br
nas redes sociais