Site acessível em libras
Tamanho das fontes

​UNISERT e APAE DE SÃO PAULO lançam Junho Lilás

Em 11/06/2017 às 00:40

A Unisert (União Nacional dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal) e a APAE DE SÃO PAULO idealizaram a campanha Junho Lilás para destacar a relevância do Teste do Pezinho: um exame rápido, gratuito e obrigatório por lei, que detecta doenças antes de os sintomas aparecerem. O Dia Nacional do Teste do Pezinho é celebrado em 6 de junho e a cor lilás foi escolhida por representar tranquilidade e transformação.

Realizado a partir da coleta de gotinhas de sangue do calcanhar do recém-nascido, o exame é fundamental na prevenção da Deficiência Intelectual e na melhoria da qualidade de vida das crianças. "Para que a prevenção seja possível, o exame deve ser realizado após as primeiras 48 horas do nascimento e até o 5º dia de vida do bebê", afirma Sônia Hadachi, supervisora do Laboratório do Serviço de Triagem Neonatal da APAE DE SÃO PAULO.

Com a campanha Junho Lilás, que contará com diversas ações no mês, a Unisert e a APAE DE SÃO PAULO buscam conscientizar a sociedade de que o Teste do Pezinho é o primeiro passo para definir o futuro do bebê. "Queremos chamar a atenção de futuros pais e profissionais da Saúde de que o exame, além de determinante, é um direito de toda criança", declara Aracélia Lúcia Costa, superintendente-executiva da APAE DE SÃO PAULO.

Dentre as iniciativas, estão a parceria com as estrelas da campanha Karina Bacchi, Naiumi Goldoni e Maria Cecília (da dupla Maria Cecília & Rodolfo) e um filme sobre a importância do Teste do Pezinho com a participação do cantor Tiago Abravanel e do grupo Palavra Cantada. As ações também têm o apoio da pediatra Ana Escobar, embaixadora da área da Saúde da Organização; da Prefeitura Municipal de São Paulo; da In Loco Media com iniciativas de geolocalização; e da Plug Creative, que criou a campanha.

REFERÊNCIA NO TESTE DO PEZINHO

Pioneira na realização do exame no País, A APAE DE SÃO PAULO implantou o Teste do Pezinho no Brasil em 1976 e, desde 2001, é um Serviço de Referência em Triagem Neonatal (SRTN) credenciado pelo Ministério da Saúde. Atualmente, a Organização é responsável pela realização do teste de 77% dos bebês nascidos na capital paulista, 64% dos recém-nascidos do Estado de São Paulo e 16% do total de crianças triadas no Brasil por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e de maternidades e hospitais privados.

O Laboratório da APAE DE SÃO PAULO é o maior da América Latina em número de exames realizados e desde a sua implantação triou mais de 15,5 milhões de crianças brasileiras. Apenas em 2016, foram cerca de 2,5 milhões de testes realizados. A Organização também trabalhou sempre pelo desenvolvimento e obrigatoriedade do exame. Embasado pela Constituição de 1988, o exame se tornou obrigatório e gratuito em todo o território nacional em 1992. Em 2001, influenciado pela APAE DE SÃO PAULO, o Ministério da Saúde instituiu o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN).

A Organização também tem um sistema de Busca Ativa, que realiza a convocação imediata de todos os recém-nascidos que apresentam alteração no Teste do Pezinho. Caso seja solicitada a recoleta, é fundamental fazê-la imediatamente. A APAE DE SÃO PAULO possui ainda Ambulatório de Triagem Neonatal com equipe interdisciplinar para orientação e tratamento dos casos confirmados.

A APAE DE SÃO PAULO acredita que prevenção é a melhor forma de cuidar da saúde do bebê e, por isso, oferece, além do Teste do Pezinho Básico, que detecta seis doenças, o MAIS e o SUPER, que juntos identificam até 48 doenças. Em 2016, também foi incorporada a triagem para Imunodeficiências Combinadas Graves (SCID) e Agamaglobulinemia (AGAMA), doenças genéticas do sistema de defesa, somando 50 doenças.

Teste do Pezinho Básico: é obrigatório e gratuito em todo o país. Identifica, no Estado de São Paulo, as seguintes doenças: Fenilcetonúria, Hipotireoidismo Congênito, Fibrose Cística, Anemia Falciforme e demais Hemoglobinopatias, Hiperplasia Adrenal Congênita e Deficiência de Biotinidase.

Teste do Pezinho MAIS: além do que se detecta no teste Básico, inclui mais quatro diagnósticos: Deficiência de G-6-PD, Galactosemia, Leucinose e Toxoplasmose Congênita.

Teste do Pezinho SUPER: é o único a triar 48 doenças e um dos mais completos testes de Triagem Neonatal existentes no mundo. Ele inclui em seu painel, além das dez doenças identificadas nos Testes do Pezinho Básico e MAIS, outros 38 diagnósticos realizados por meio da avançada tecnologia de Espectrometria de Massas em Tandem – MS/MS.

Teste do Pezinho para SCID e AGAMA: detecta um grupo de doenças genéticas graves nas quais não há produção de células de defesa T e/ou B nem de anticorpos protetores. O teste pode ser realizado associado a qualquer dos testes acima ou a critério médico.

Teste do Pezinho em números (fonte: Relatório de Atividades APAE DE SÃO PAULO 2016)​

​Bebês triados em 2016 pela Organização​​ ​378.121​​
​Exames realizados em 2016 pela Organização ​2.504.878
​Impacto do número de casos positivos de doença em 2016 ​734
​% de satisfação dos clientes com a prestação de serviço (referência Pesquisa de Satisfação Qualidade Norma ISO 9001) ​98%

 

Fonte: APAE São Paulo

(14) 3845-2333 - apaeconchas@yahoo.com.br
nas redes sociais