Site acessível em libras
Tamanho das fontes
institucional

Histórico

 

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE ITAQUAQUECETUBA

 

A APAE, fundada em 1996, é uma associação filantrópica sem fins lucrativos, tem por missão promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionados â melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e a construção de uma sociedade justa e solidária.

   

Missão

 

Atualmente atende à 530 assistidos (crianças e jovens) e oferecemos serviços de Pedagogia, Assistência Social, Neurologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia e Oficinas Sócio-Ocupacionais de Artesanato, Costura, Pintura, Padaria e de Informática.

Visão

 

Áreas de Atuação

 1. Saúde

 1.1 - Avaliação Neurológica

É realizada em consulta previamente agendada, com o médico neurologista da instituição. Tem o objetivo de confirmar o diagnóstico, atualizar exames e prescrever e/ou adequar doses de medicamentos.

 1.2 - Assistência Clínica

É realizada pelos membros da Equipe Clínica da Instituição, de acordo com a necessidade do assistido e respeitando o número de vagas disponíveis. Ocorre semanalmente ou quinzenalmente, dependendo do quadro clínico do paciente, é realizada em sala individual, pelo tempo de 40 minutos, quando é necessário a família é chamada para participar do atendimento e receber orientações para serem realizadas na residência a fim de otimizar o tratamento.

 

1.2.1 - Psicologia

 

O Setor de Psicologia tem fundamental importância no atendimento às pessoas com deficiência à medida que visa proporcionar um apoio de escuta, viabilizando condições adaptativas e de integração no contexto escolar e social.

A idéia e a prática do respeito ao outro, se tornam a base de todo um trabalho de sensibilização, que permite ao paciente e ao seu responsável a possibilidade de evolução, cada qual dentro de sua limitação e dos objetivos propostos.

 1.2.2 - Fonoaudiologia


“A Fonoaudiologia é a ciência que tem como objeto de estudo a comunicação humana, no que se refere ao seu desenvolvimento, aperfeiçoamento, distúrbios e diferenças, em relação aos aspectos envolvidos na função auditiva periférica e central, na função vestibular, na função cognitiva, na linguagem oral e escrita, na fala, na fluência, na voz, nas funções orofaciais e na deglutição.” (Plenário de CFFa durante a 78ª SPO – Março de 2004.

 A fonoaudiologia realiza exames objetivos e subjetivos da audição, estimulação e reabilitação de bebês, crianças, jovens, adultos e idosos, com o objetivo de facilitar o desenvolvimento da linguagem, cognição, acuidade auditiva, voz, melhorar a comunicação oral ou alternativa; atende pacientes que apresentam distúrbios de deglutição ou alterações orofaciais, com o objetivo de proporcionar melhor qualidade de vida.

 1.2.3 - Fisioterapia

         A Fisioterapia tem papel muito importante no que diz respeito ao desenvolvimento neuro-psico-motor do indivíduo assistido, seja ele bebê, criança ou jovem. Acompanha pacientes com objetivo de habilitar e/ou reabilitar funções motoras; inibir padrões anormais; prevenir sempre que possível, a instalação de novas deformidades, contraturas e encurtamentos musculares; além de orientar familiares. Todos os objetivos específicos levam a melhoria do bem estar e promoção de qualidade de vida, bem como da saúde.

 O exercício profissional do fisioterapeuta compreende a avaliação físico-funcional do paciente, a prescrição do tratamento, a indução do processo terapêutico, a alta no serviço de Fisioterapia e a reavaliação sucessiva do paciente para constatação da existência de alterações que justifiquem a necessidade de continuidade das práticas terapêuticas.

 1.2.4 - Terapia Ocupacional

     A atuação do Terapeuta Ocupacional abrange todas as fases da vida do indivíduo e sua intervenção tem como propósito a promoção do bem estar, redução ou correção de disfunções, estimulação e reforço das capacidades funcionais remanescentes, facilitando o processo de aquisição das habilidades e funções essenciais, que tornam o indivíduo mais adaptado e inserido no seu meio social.

 Analisa e adapta a atividade a cada indivíduo e situação, dividindo-a em fases, observando e determinando os aspectos motores, psíquicos, sensório-perceptivos, socioculturais, cognitivos e funcionais necessários à realização da mesma.

São pressupostos básicos à clínica de Terapia Ocupacional: compreender a atividade humana como processo criativo, criador, lúdico, expressivo, evolutivo, produtivo e de auto-manutenção.

O Terapeuta Ocupacional compreende o homem como ser práxico interferindo no cotidiano do usuário comprometido em suas funções práxicas, visando uma melhor qualidade de vida diária, prática, de trabalho e de lazer.

 

 2 - Serviço Social

 O Serviço Social é o órgão responsável pelo estudo do ambiente sócio-econômico e cultural da escola família e comunidade, propondo e executando mecanismos que visem à orientação e integração família-escola-comunidade.

 

3 - Educação

 A APAE é mantenedora da Escola de Educação Especial “Edna Alves de Araújo”, que atende crianças, adolescentes e adultos com deficiência intelectual e múltiplas deficiências, em Ensino Fundamental, na modalidade Educação Especial, de acordo com o Artigo 58, § 2º, da Lei 9394/96 (LDB), oferecendo sala, recursos materiais e equipamentos adequados, com número de alunos em sala de aula de acordo com o decreto 52.377/2007, programas adaptados, diversidade e especificidade dos alunos, trabalho este, realizado por professores com formação, conforme legislação vigente.

A concepção de ensino e aprendizagem que permeia o trabalho da entidade está comprometida com os princípios da LDB. O direito de cada criança a educação é proclamado na Declaração dos Direitos Humanos e foi fortemente confirmado pela Declaração Mundial sobre Educação para Todos.

A Deliberação CEE 68/2007 acolhe a possibilidade de se utilizar instituições especializadas, dotadas de recursos humanos nas áreas educacionais, de saúde e assistência para propiciar, complementar, suplementar e apoiar o processo de escolarização dos alunos com necessidades especiais.

Além do atendimento na Unidade Escolar, o aluno encaminhado da Escola de Educação Especial “Edna Alves Araújo”, para classe comum, da rede regular de ensino, conta com o apoio da Equipe Técnica de Saúde e Pedagógica, através dos programas existentes na APAE.

Por ser a APAE uma entidade filantrópica, todos os seus atendimentos são gratuitos, visando o direito social subjetivo a educação, de acordo com o Artigo 208 da Constituição Federal, Artigo 239 da Constituição Estadual, Artigo 58 da LDB.

No município há grande demanda de pessoas com deficiência que, muitas vezes, necessitam de atendimento especializado, tanto na área de educação como de saúde.

Visando atender a estas necessidades, a instituição oferece seus serviços na área da Educação através da Escola de Educação Especial “Edna Alves Araújo” e na área da Saúde, através dos programas realizados pela equipe clínica.

Desta forma, a APAE contribui para a melhora da qualidade de vida destas pessoas, nos aspectos de saúde, educação, social, emocional, entre outros, além de levar à população informações a respeito da prevenção de deficiências.

 - Assistência Pedagógica

Ocorre de forma individual, em grupos e em salas de aula.

O atendimento pedagógico individual é realizado pela coordenadora pedagógica em sala reservada para este fim, o aluno permanece por 40 minutos realizando atividades específicas, de acordo com sua necessidade. O atendimento pedagógico em grupo acontece nas mesmas condições.

As salas de aula têm atividades que acontecem por 4 horas diárias, 5 dias por semana, são acompanhadas por uma professora especialista em educação especial e por uma auxiliar de sala.

 - Oferta de Oficinas Ocupacionais

Ocorre em grupos de jovens de 12 a 38 anos, são realizadas atividades de pintura em tecido e mosaico, costura, panificação e artes, com objetivo de ensinar a eles um modo de geração de renda. Este serviço também é oferecido às mães dos assistidos desta instituição, com atividades de pintura em tecido e mosaico, com o mesmo objetivo. 

 

4 - Prevenção

 - Semana Estadual de Prevenção as Deficiências

É realizada de 21 a 28 de Agosto, conforme a Lei Federal 7944 de 08/07/1992 e Lei Municipal Nº 1980 de 18/08/2000. Neste período são entregues folhetos com explicações sobre as maneiras de se prevenir as deficiências. As entregas acontecem nas UBS, CRAS, CIS, Prefeitura, Secretarias Municipais, Hospital Municipal, Biblioteca Municipal, Delegacia de Ensino, Delegacia de Polícia, Centro de Especialidades da Mulher, Farmácia Popular, Casa Aberta, Casa do Adolescente, Hospital e Maternidade Santa Marcelina de Itaquaquecetuba, entre outros.

(11) 4645-4165 - apaesp.itaqua@gmail.com
nas redes sociais