Site acessível em libras
Tamanho das fontes
institucional

Histórico

 

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cajuru surgiu da força de um grupo de pais preocupados com a situação de seus filhos juntamente com pessoas da comunidade, após muito empenho e determinação e apoiados pelo médico geneticista Dr. José Fernando Arena e pela Pastoral da Família, teve início em 24/03/1984 a Associação Filantrópica “Chega Quem Caminha”.

 

Era um grande sonho que estava sendo realizado e entre muitas reuniões e reivindicações para oferecer melhores condições de vida às crianças, jovens e adultos que até então, eram cuidados em casa e na sua maioria sem direito à liberdade, sem direito à vida social. O trabalho começou com as famílias que juntamente com diversos integrantes da sociedade local deram início às campanhas em prol desta causa pois, nessa época os recursos financeiros eram poucos e as dificuldades eram muitas. Não havia convênios com o poder público e a entidade se mantinha com doações. Surgiu então a necessidade de se organizarem para melhor administrar a entidade, então foi constituída a primeira Diretoria Executiva, tendo como Presidente o Senhor Cássio Ademir Vieira, pai de uma criança especial.

 

Ao ser criada a Escola em 19/03/1990, denominada Escola de Educação Especial “Chega Quem Caminha”, a necessidade prioritária era atender seus educandos através de programas educacionais e terapêuticos por meio de trabalhos de socialização e estimulação voltados para atividades pedagógicas, procurando atender as individualidades de cada criança, através de um trabalho árduo e cooperativo, com a atuação de profissionais na sua maioria voluntários como grupo de mães, monitores, professores etc, a direção e coordenação recebiam orientações de uma Clínica Especializada de São Paulo – “CLIREN”, chefiada pela técnica em Organização Neurológica, Dra Magali Ribeiro Martins, e da Diretoria de Ensino de Ribeirão Preto. No decorrer dos anos a escola foi crescendo, a demanda aumentando cada vez mais, foi concluída a construção do prédio próprio com espaço físico confortável e adequado possibilitando grandes avanços no atendimento para todas as pessoas com deficiência.

 

Os paradigmas da Educação Especial, toma novos rumos, a Federação Nacional das APAEs cria o projeto da APAE Educadora que ressignifica os atendimentos da Escola Especial, uma vez que desde 1996 a Lei de Diretrizes e Bases da Educacional já assegura o compromisso da Educação Especial possibilitando o acesso de todos os alunos à aprendizagem escolar.

Em 25/02/1993, a entidade deixa de ser Associação Filantrópica “Chega Quem Caminha” e passa a denominar-se “Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cajuru”, mantenedora da Escola de Educação Especial "Chega Quem Caminha".

 

A entidade é mantida através da parceria com a Secretaria de Estado da Educação, com recursos enviados através de programas assistenciais do governo federal, estadual, municipal, e outros recursos oriundos da comunidade local, por meio de eventos beneficentes, doações, entre outras.

 

Até hoje, desde sua criação a entidade vem sem interrupção, se esmerando cada vez mais nos seus atendimentos, oferecendo um tratamento contínuo que atenda as necessidades de sua clientela. É uma entidade que possui um grande respeito na sociedade pela qualidade e seriedade do trabalho.

Missão

 

A Apae de Cajuru tem por MISSÃO promover e articular ações de defesa de direitos e prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionadas à melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária. 

Visão

 

Movimento de pais, amigos e pessoas com deficiência, de excelência e referência no país, na defesa dos direitos e prestação de serviços nas áreas de assistência social, educação e saúde.

Valores

 

  • Humanização do trabalho.

 

  • Qualidade na prestação de serviço.

 

  • Transparência nas atitudes.

 

  • Cooperativismo no ambiente de trabalho

(16) 3667-2741 - apaedecajuru@netsite.com.br
nas redes sociais